menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura demite assessor envolvido com negociação de teste de coronavírus

Ex-assessor nega qualquer irregularidade

11h37 - 15/04/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Campinas demitiu nesta quarta-feira (15/04), o assessor, identificado como Luiz Fernando Mariano Mateus, lotado na Secretaria de Esportes e Lazer, após ter sido detido com outros três homens, negociando a compra de 25 kits de testes para covid-19. O grupo foi detido ontem e prestou depoimento na DIG (Delegacia de Investigações Gerais) e liberado hoje. A Polícia investiga se os kits pertencem à carga roubada de testes do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A informação dada por policiais era a de que o grupo receberia uma comissão de 2% sobre a venda de cada kit, que custaria R$ 130,00.

Fernandinho Mariano, como é conhecido, era um dos pré-candidatos a vereador pelo PSB.

Em nota, a Administração informou que tomou a medida “pelo bem da transparência do serviço público, e para que não paire nenhuma dúvida sobre a seriedade do trabalho da Prefeitura de Campinas no enfrentamento à pandemia de coronavírus”.

OUTRO LADO

O ex-assessor enviou uma nota à redação negando qualquer irregularidade. Ele diz que foi procurado por uma pessoa conhecida que pediu uma reunião para tratar de assuntos de interesse da cidade. “Reunido com outras 3 pessoas, em plena luz do dia e em um espaço público, me inteirei do assunto, que era exatamente o seguinte: uma empresa de São Paulo estava intermediando a comercialização, legal e lícita, de insumos médicos para prefeituras do interior, principalmente testes para constatação de Covid-19”, escreveu ele.

Mariano diz que pediram a ele que indicasse uma pessoa da Secretaria de Saúde para que formalizassem uma proposta de venda, dentro dos parâmetros permitidos em lei. “A conclusão das investigações confirmará que nenhum ilícito foi cometido. Rechaço veementemente a intenção escusa e oportunista de ligar os fatos descritos com uma suposta negociação de carga roubada, assunto esse que nunca foi sequer aventado”, escreveu ele, negando que ele tinha qualquer interesse financeiro envolvido na negociação.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade