menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Prefeitura faz mais de 900 vistorias no comércio e shoppings de Campinas

Ação foi de orientanção. Nenhum comércio foi multado

Band Mais

11h33 - 09/06/2020

Atualizado há 7 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Com a reabertura responsável do comércio, a Prefeitura de Campinas realizou uma operação de fiscalização no comércio de rua e nos shoppings. Foram feitas 937 vistorias para verificar o cumprimento das medidas sanitárias e, assim, garantir a segurança dos frequentadores.

No total, as equipes fizeram 602 vistorias em estabelecimentos comerciais no Iguatemi, Parque Dom Pedro, Campinas Shopping e Parque das Bandeiras – estabelecimentos podem ter recebido visita de mais de um órgão público.  

Nos shoppings, o Departamento de Urbanismo, somando os quatro shoppings, fez 108 orientações sobre as medidas sanitárias e emitiu sete intimações para lojas que tinham algum problema de documentação e precisam fazer a regularização na Prefeitura.  

No comércio do Centro, a Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo entregou 31 intimações por problemas no alvará, como falta dele ou com data vencida. Esses estabelecimentos terão cinco dias para regularizar a situação.

O trabalho envolveu funcionários da Guarda Municipal de Campinas, Secretaria de Planejamento e Urbanismo, Vigilância em Saúde, Procon e Defesa Civil. Os servidores se dividiram e foram aos shoppings em equipes.  

O objetivo foi conscientizar a população e os comerciantes locais para o cumprimento das recomendações de higiene e distanciamento social, como também exigir o uso de máscaras, disponibilizar álcool em gel, entre outras medidas, para prevenção ao novo coronavírus. Neste primeiro momento, não teve nenhum tipo de punição.  

“No geral, os shoppings estavam cumprindo todas as medidas de segurança sanitária, como controle de temperatura e limite da capacidade de 20% de público dentro do local”, avaliou o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado.  

Comércio de rua

A ação no shopping complementou a operação que foi realizada desde o início da tarde de ontem (08/06) na região central da cidade. No centro, foram 335 estabelecimentos visitados e também houve a distribuição de máscaras e frascos de álcool em gel.   

A “Volta Responsável” do comércio da cidade prevê a retomada do comércio com restrições. Lojas de rua estão autorizadas a funcionar das 12h às 16h e as dos shopping centers das 16h às 20h, limitado a 20% da capacidade para não gerar aglomeração.   

Balanço por órgão A Guarda Municipal foi em 192 lojas nos quatro shoppings, sendo 43 no Bandeiras, 92 no Iguatemi, 28 no Dom Pedro e 29 no Campinas Shopping.  O Procon esteve em 20 lojas no Bandeiras, 44 no Iguatemi e 20 no Dom Pedro para orientações.  A Vigilância em Saúde esteve em 42 lojas no Bandeiras, 129 no Iguatemi, 19 no Dom Pedro e 21 no Campinas Shopping.  O Departamento de Urbanismo, somando os quatro shoppings, fez 108 orientações sobre as medidas sanitárias e emitiu sete intimações para lojas que tinham algum problema de documentação e precisam fazer a regularização na Prefeitura.  

Certificado  O responsável pela atividade comercial ou de serviço que está autorizado a abrir desde ontem deve emitir o Certificado de Estabelecimento Responsável e afixá-lo de uma forma visível ao consumidor. Até a manhã desta terça-feira, 9 de junho, já foram emitidos 8.287 certificados.  Para preencher a Declaração de Estabelecimento Responsável, o interessado deve acessar o portal da Prefeitura de Campinas, na página https://covid-19.campinas.sp.gov.br/. O site explica e orienta sobre as medidas de prevenção ao controle da pandemia de Covid-19 e os cuidados a serem seguidos para proteção de funcionários e clientes. Após os dados preenchidos, o responsável pelo estabelecimento pode solicitar a emissão do certificado, que sai na hora.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias