menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Prefeitura vai pagar apenas 2 das 12 cooperativas de reciclagem de lixo

10 cooperativas não são regularizadas

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h40 - 13/05/2020

Atualizado há 4 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Prefeitura de Campinas vai conseguir pagar apenas os cooperados de duas das 12 cooperativas de lixo da cidade. Isso porque 10 delas não têm contratos com a Administração municipal. A reciclagem do lixo foi suspensa desde o último dia 23 de março, quando começou a valer a quarentena contra o coronavírus. Com isso, os 230 cooperados estão sem renda. As duas cooperativas vão receber, a partir de amanhã (13/05), R$ 76 mil ao mês.

A saída negociada com o MPT (Ministério Público do Trabalho) foi pagar a média dos últimos dois meses para duas cooperativas e o restante a prefeitura vai fornecer Cartão Nutrir de cerca de R$ 90 reais para os cooperados.

As cooperativas Antonio da Costa Santos e Nossa Senhora Aparecida vão receber, juntas, R$ 76 mil ao mês. Essa é a média paga nos últimos meses pela prefeitura às duas organizações. A autorização da readequação do contrato foi publicada nesta quarta-feira (13/05) no Diário Oficial. As cooperativas que têm contratos com a prefeitura são autorizadas a coletar os resíduos sólidos num determinado bairro e recebem o mesmo valor pago à Renova – empresa responsável pela coleta, separação e destinação do lixo de Campinas.

Segundo o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, as outras 10 cooperativas não conseguiram se regularizar junto á prefeitura por falta de documentos, como, por exemplo, o CNPJ. “Elas não conseguem se organizar e para contratá-las temos que ter tudo regularizado.

Socorro

Além do cartão nutrir para ajudar os trabalhadores das 10 cooperativas, o secretário disse que conseguiu ainda que as empresas Renova e Estre doassem 230 cestas básicas no valor de R$ 170,00 para os cooperados.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade