menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Prisão preventiva do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha é revogada

Decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região foi unânime na tarde desta quarta-feira (28)

Manuel Correia, Band Mais

16h26 - 28/04/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Em decisão unânime, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) revogou na tarde desta quarta-feira (28), a prisão preventiva do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Com a decisão o político não precisará mais usar a tornozeleira eletrônica, mas seu passaporte continuará retido, não permitindo viagens internacionais.

O TRF-4 atendeu a um habeas corpus da defesa de cunha. “Finalmente a Justiça começa a ser concretizada”, afirmaram Ticiano Figueiredo, Pedro Ivo Velloso e Rafael Guedes de Castro, advogados que defendem o ex-deputado federal.

Eduardo Cunha teve sua prisão preventiva decretada em outubro de 2016. Em março do ano seguinte, ele foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão, em regime fechado, pelo então juiz Sergio Moro, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas como parte dos desdobramentos da Operação Lava Jato.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias