menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Pela segunda vez, trabalhadores da Prudente Urbano atrasam a saída da garagem

Prefeitura entra com ação para que a empresa cumpra contrato.

Band Paulista

08h33 - 23/06/2021

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A greve do transporte coletivo de presidente prudente entra hoje no oitavo dia e sem sinais que vai terminar. Por isso, a secretaria de Assuntos Jurídicos entrou com uma ação civil pública para que a empresa seja obrigada a cumprir o contrato. E pela segunda vez durante essa greve os trabalhadores atrasaram a saída dos ônibus da garagem da empresa, no Conjunto Habitacional Mário Amato. Estava previsto a saída dos ônibus da garagem só depois das 8h.

A paralisação parcial dos ônibus tem dificultado a vida dos prudentinos, com apenas 50% da frota circulando em horários de pico e 35% nos demais períodos, os trabalhadores da Prudente Urbano não dão sinais de que a greve vai terminar e para fazer com que a empresa cumpra tudo o que está no contrato e ofereça serviço adequado à população, a prefeitura de Prudente entrou com uma ação civil pública, que já foi protocolada na justiça.

De acordo com a prefeitura, rescindir o contrato com a empresa é uma possibilidade, mas segundo o setor jurídico não é a medida mais adequada, pelo menos não nesse momento, isso por que o fim do contrato poderia gerar indenizações e causar outros prejuízos à população.

Está é a quarta paralisação dos funcionários do transporte coletivo este ano e a segunda em menos de um mês. Segundo o sindicato da categoria ainda não foram quitados os salários referentes a maio. A Prudente Urbano não se pronunciou sobre o assunto.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade