menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Imagem: Divulgação

Notícias

Semob prorroga por mais 60 dias recadastramento de transporte escolar, táxi e mototáxis

O prazo teve início no mês de fevereiro

Band Paulista

18h00 - 29/03/2021

Atualizado há 23 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A secretaria de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública (semob), de Presidente Prudente, informou nesta segunda-feira (29), que prorrogou por 60 dias o prazo para recadastramento de táxi, mototáxis e vans escolares.

O prazo agora vai terminar no dia 31 de maio (foto: divulgação)

O prazo teve início em fevereiro e seria encerrado na quarta-feira (31), mas agora vai se estender até dia 31 de maio de 2021, conforme portaria publicada no Diário Oficial.

O número de recadastramento ainda está baixo. Em relação ao alvará para transporte escolar, até o momento 22 cadastros foram iniciados; 12 pessoas já fizeram vistoria e tiveram o recadastramento concluído. A Semob aguarda ainda 139 pessoas, ainda não deram entrada, sendo números referentes ao cadastro do transporte escolar.

Já em relação aos taxistas   de um total de 170 taxistas, apenas 78 deram entrada e o processo de recadastramento foi concluído. Já o número de mototaxistas, de um total de 224 aguardados, apenas 04 deram entrada e dois concluíram o processo de recadastramento.

Por fim, de um total de 536 motoristas de aplicativo, apenas 34 deram entrada e o processo de recadastramento. Vale ressaltar que para Motorista de aplicativo o prazo segue até o dia 31/04.

Para a renovação de alvará de funcionamento os condutores de taxi, mototáxi, transporte escolar e transporte por meio de aplicativos devem comparecer ao setor de protocolo, no acesso pelo térreo da prefeitura de Prudente, com os documentos necessários. Os proprietários devem recolher a taxa e apresentar os documentos referentes às suas categorias, especificados nas portarias publicadas em Diário Oficial.

Após a vistoria da Semob, que inclui uma lista de itens a serem inspecionados, o proprietário/condutor receberá o recredenciamento para o exercício e o selo que atesta a regularidade, que deve ser afixado no para-brisa do veículo.

O veículo precisa atender todas as normas e todos os itens de segurança para que o alvará seja concedido. O não recadastramento implicará na abertura de processo administrativo, com possibilidade de cassação do alvará e bloqueio do licenciamento junto à Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran).

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade