menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Quarentena pode alterar comportamento dos animais

Gatos ficam ansiosos com o aumento de carinho. .Já os donos de cães devem alterar a rotina do pet

Band Mais

09h01 - 28/03/2020

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Você sabia que ficar mais tempo em casa pode deixar seu pet mais ansioso? E com o fechamento do comércio e a adoção por muitas empresas do home office para conter o avanço da covid-19, milhares de trabalhadores passaram a ficar mais tempo em casa com seus animais de estimação, o que é terreno fértil para uma mudança radical de comportamento de seu cão ou gato, alerta a veterinária e gerente da CEVA saúde animal, Priscila Brabec.

Durante o período em casa, é natural que os donos procurem acarinhar mais seus animais e fazer alterações na mobília, dois fatores que podem aumentar a ansiedade dos gatos e os deixar confusos elevando seu nível de estresse e agressividade. Para não causar muito estresse, o ideal é não mudar a rotina dos felinos, mantendo sua alimentação como de costume e seus espaços nos mesmos locais da casa. Já o afago deve ser feito nos momentos que o bichinho estiver tranquilo e confortável sempre atento para as atitudes que ele quer tomar.

Já para  os cães, diferentemente dos gatos, recomenda-se criar uma nova rotina, separando um tempo para gastar a energia acumulada, para isso, brinquedos grandes e brincadeiras que envolvam movimentação ajudam o animal a relaxar além de reforçar os laços com o dono. Se seu cão só faz as necessidades ao ar livre, a recomendação é para que o tempo exposto seja o menor possível e não deixar de maneira alguma que o cão entre em casa sem antes higienizar as patas.

Quem percebeu mudança no comportamento do seu pet é a consultora de RH (Recursos Humanos), Elaine Reis, que está há duas semanas trabalhando de casa devido ao combate ao coronavírus. Segundo ela, neste período  sua cadela, Amora, uma vira-lata de 4 anos,  fica mais feliz com sua presença, porém, sem poder sair para passear todos os dias, tem latido excessivamente para tudo. “Ela late muito porque está ansiosa, além disso toda hora traz a bola, quer brincar o tempo todo, não consegue ficar parada” diz ela.

Efeito coronavírus 
Em animais, o coronavírus não ocasiona maiores problemas, segundo a veterinária. Porém, é prudente resguardá-los para evitar a proliferação em pessoas próximas. Outra dica é toda a medicação e alimentos necessários para o período de fechamento do comércio.

Por Luis Eduardo de Sousa

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade