menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe

Quarteto de vereadores oficializa “Aliança por Campinas”

Nos bastidores, a pergunta é se os vereadores estariam de malas prontas para o partido de Jair Bolsonaro

Blog da Rose

18h15 - 25/11/2019

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Junte a frase “Aliança por Campinas” e uma foto que reúne os quatro parlamentares da oposição – Nelson Hossri (Podemos), Tenente Santini (PSD), Marcelo Silva (PSD) e Vinicius Gratti (PSB), e o que vai dar? Especulações de que esses parlamentares estariam de malas prontas para a futura legenda do presidente Jair Bolsonaro.

Oficialmente, todos negam. Dizem que “A Aliança por Campinas” é união de pessoas e de forças políticas, independentemente de siglas partidária. Na pauta do grupo está o combate à corrupção, a defesa da transparência, da ética e da construção de uma cidade mais justa e igualitária.

“Essa aliança não tem a ver com a aliança pelo Brasil, mas contra a atual gestão (do prefeito Jonas Donizette) e o modelo corrupto criado pela esquerda”, disse Santini. Ele afirmou que será o coordenador do partido de Bolsonaro em Campinas. “Vamos ter um diretório na cidade e eu coordenador a Aliança, mas não sei se vai valer para o próximo ano”, disse ele.

Hossri, Grati e Silva negaram que estão de malas prontas para o Aliança. “A ideia é conversar com todos que estejam pautados na transparência, combate à corrupção, ética e prevenção às drogas”, disse Hossri.

Sobre a mudança de partido, Gratti disse que ainda não se decidiu. “Só na janela (período em que a Justiça Eleitoral permite a mudança de partido, sem risco de perder o mandato). Mas já tive alguns convites (de partidos”, disse o parlamentar, que pertence ao mesmo partido do prefeito.

publicidade
publicidade
publicidade