menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe

Divulgação/Daniel Guimarães-SAA

Notícias

Região de Campinas é a maior produtora de figo e goiaba no Estado de SP

A safra produziu 31,3 mil toneladas das duas frutas

Band Mais

11h00 - 02/02/2020

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Campinas foi a maior região produtora de figo e goiaba no estado de São Paulo na safra 2018/19, com 9,5 mil toneladas do produto, representando 98% da colheita de figo (para mesa e indústria), e 21,8 mil toneladas de goiaba para mesa, o equivalente a 41% da produção estadual. Os dados são do Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento.

Valinhos, por exemplo, produziu 3,6 mil toneladas de figo e 14 mil toneladas de goiaba para mesa.

Atualmente, existem 310 mil pés de figo plantados em Valinhos e foram colhidos 2,2 milhões de engradados de 1,6 quilo, na safra agrícola 2018/19, de acordo com o IEA.

Goiaba

Segundo o agrônomo José Henrique, os japoneses “desenvolveram uma tecnologia na produção da goiaba, por meio de poda, irrigação e adubação. Foram criadas novas variedades de goiabas em Valinhos, como a sassaoka, kumagai e pedro-sato. Atualmente, quase todas goiabas do País são produzidas com as técnicas dos japoneses”. Na ocasião, pesquisadores do IAC auxiliaram os produtores na elaboração das técnicas.

Com o tempo a produção foi aperfeiçoada e isso gerou um aumento na cultura da goiaba que garantiu à Valinhos o título de maior produtora de goiaba de mesa do Brasil.

O município conta atualmente com 110 mil goiabeiras plantadas, com produção de 4 milhões de caixas de 3,5 quilos, na safra agrícola em 2018/19, segundo IEA.

Estado

O Estado de São Paulo é o segundo maior produtor de figo e de goiaba do País, com, respectivamente, 38% e 34% da produção nacional das frutas de acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2018.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade