menu 25-anos
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Regina Duarte almoça com Bolsonaro em Brasília, mas adia confirmar se vai para a Secretaria de Cultura

Segundo assessoria da Presidência da República, possibilidade de atriz assumir cargo no governo ainda está sendo debatida

Agência Brasil, Band Mais

16h56 - 22/01/2020

Atualizado há 2 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A atriz Regina Duarte almoçou hoje (22) com presidente Jair Bolsonaro, no Palácio do Planalto. Ela foi convidada pelo presidente para assumir o cargo de secretária especial da Cultura após a exoneração do dramaturgo Roberto Alvim, na semana passada. Segundo a assessoria da Presidência da República, a possibilidade de Regina Duarte assumir o cargo ainda está sendo debatida. Após almoçar com Bolsonaro, a atriz também se reuniu com os ministros Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral) e Marcelo Álvaro Antônio (Turismo) para conversar sobre a estrutura da pasta.

“A atriz Regina Duarte esteve no Palácio do Planalto, onde almoçou com o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, foi debatida a possibilidade de a atriz assumir a Secretaria Especial da Cultura. Em seguida, Regina participou de reunião com ministro Luiz Eduardo Ramos, ministro Jorge Oliveira e ministro Marcelo Álvaro Antônio sobre estrutura da Secretaria”, informou o Planalto, em postagens no Twitter. Em seguida, ele se deslocou para a sede da Secretaria Especial de Cultura, na Esplanada dos Ministérios, onde dará continuidade à agenda de reuniões.

Planalto@planalto

A atriz Regina Duarte esteve no Palácio do Planalto, onde almoçou com o presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, foi debatida a possibilidade de a atriz assumir a Secretaria Especial da Cultura.

Ver imagem no Twitter

2.11815:07 – 22 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads439 pessoas estão falando sobre isso

Mãe de três filhos e avó de seis netos, Regina Duarte nasceu no dia 5 de fevereiro de 1947 e trabalha como atriz há 54 anos, sendo um dos rostos mais conhecidos da televisão brasileira.

Prêmio Nacional

O cargo de secretário especial da Cultura ficou vago após a exoneração de Roberto Alvim na última sexta-feira (17), depois da repercussão negativa de um vídeo para anunciar o lançamento do Prêmio Nacional das Artes. Divulgado pelo então secretário, em sua conta no Twitter, o vídeo contém trechos que remetem a um discurso do ministro da Propaganda nazista, Joseph Goebbels.

Nesta quarta-feira (22), a Secretaria Especial de Cultura informou que o edital do Prêmio Nacional das Artes não chegou a ser publicado no Diário Oficial da União (DOU) e que o substituto de Alvim decidirá se o prêmio será lançado de fato. “Caberá ao novo secretário reavaliar a continuidade do Prêmio”, disse a assessoria da pasta.

A autarquia também anunciou a exoneração do secretário adjunto José Paulo Soares Martins, que ocupava interinamente as funções da pasta desde o desligamento de Alvim. Essa exoneração ainda deverá ser publicada no Diário Oficial da União

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade