menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Reino Unido tenta conter nova onda da pandemia restringindo horário de funcionamento de bares

Autoridades sanitárias alertaram haveria um número de mortos em crescimento exponencial pela covid-19 nas próximas semanas, caso nenhuma medida fosse tomada

Agência Brasil, Band Mais

18h36 - 22/09/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Bares, restaurantes e outros estabelecimentos na Inglaterra serão fechados às 22 h a partir de quinta-feira (24), enquanto o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anuncia medidas para combater a segunda onda de infecções da covid-19. 

Johnson se pronunciou nesta terça-feira (22) dizendo que o setor de hospitalidade também estará restrito a atendimento apenas em mesas, segundo trechos do pronunciamento oferecidos por seu gabinete de Downing Street. 

“Ninguém subestima os desafios que as novas medidas irão representar para indivíduos e empresas. Sabemos que não será fácil, mas precisamos tomar mais medidas para controlar o recrudescimento de casos do vírus e para proteger a NHS”, disse Johnson, em referência ao Sistema Nacional de Saúde britânico (NHS, na sigla em inglês).

As ações de grupos de pubs e restaurantes britânicos listados despencaram ontem. Embora não exista ainda uma política consistente para o país, a medida irá adiantar o horário de fechamento em pelo menos uma hora para a maior parte das áreas do país. 

O Reino Unido enfrentará um número de mortos em crescimento exponencial pela covid-19 nas próximas semanas, a não ser que ações urgentes sejam tomadas para impedir a propagação de uma segunda onda da pandemia no país, alertaram importantes autoridades de saúde.

O nível de alerta para a covid-19 no país foi do nível 3 para o nível 4, após dados mostrarem que o número de casos estava em crescimento rápido. O nível 4 indica que o vírus está em circulação geral e a transmissão é alta ou está em crescimento exponencial. 

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade