menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

APM lança projeto para ajudar entidades filantrópicas em Rio Preto

O projeto tem por objetivo promover ações que beneficiem a população em vulnerabilidade social

Band Paulista

10h00 - 02/06/2021

Atualizado há 21 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Associação Paulista de Medicina Estadual (APM) – Regional de Rio Preto se junta às inúmeras mobilizações da sociedade organizada em prol das milhares de pessoas em vulnerabilidade social e lança o DOA APM. Este projeto tem por objetivo promover ações que beneficiem a parcela significativa da população em vulnerabilidade social como campanhas de arrecadação de itens essenciais à saúde e bem-estar destas pessoas.

A primeira campanha foi lançada com vídeo no qual diretores da Regional convidam a população a doar produtos de higiene pessoal e limpeza ou contribuir com dinheiro para o Instituto Lar de Fátima e a Pastoral do Povo em Situação de Rua. Os produtos são entregues, até o dia 13 de junho, na sede da APM / Sociedade de Medicina e Cirurgia de Rio Preto (Alameda Dr. Oscar de Barros Serra Dória, 5661 – Vila Sao Manoel. Telefone 17 3227-7577).

O vídeo, disponível no site www.apmriopreto.com.br, compreende uma mensagem única transmitida por 13 médicos diretores da APM – Regional de Rio Preto e representantes da Associação Paulista de Medicina Estadual. “Juntos, nós podemos fazer mais. Esta é a ideia que norteia o projeto DOA APM. Temos certeza que nossos colegas médicos, seus familiares e amigos irão colaborar com a campanha”, declarou Leandro Freitas Colturato, presidente da regional rio-pretense.

Conheça as duas entidades beneficiadas:

Instituto Lar de Fátima

Entidade quase centenária, o Lar de Fátima foi o primeiro orfanato e creche na cidade, sendo que, atualmente, atende cerca de 3.500 pessoas, entre crianças, idosos e pessoas portadoras de deficiência.

A estas últimas, o instituto as ajuda a obter emprego, orienta sobre seus direitos enquanto cidadãos nesta condição e realizada ações e oferece suporte graças à equipe de educadores físicos, psicólogos e especialistas em libras (linguagem de sinais).

Integram também o instituto a creche Noêmia Raduan e projeto social “Salto para o Futuro”, que atendem 220 crianças, além de quatro núcleos na cidade, acolhendo outras 750 crianças. Nestes núcleos, são oferecidas várias atividades gratuitas como capoeira, teatro, arte circense, informática e música.

Há o projeto “In Fight”, em que 300 crianças e adolescentes aprendem o jiu-jitsu com professores voluntários, no período de contra-turno das escolas. Aos jovens também são ministradas aulas de ética e cidadania.

Outro projeto do Lar de Fátima é o “Trilhando a Longevidade”, que beneficia 1.500 idosos com artesanato, artes, teatro, o exercício da memória, atividades físicas e corporais.

A renda que mantém o Lar provém da assistência social e de eventos como feiras de artesanatos e brechó, este principal fonte arrecadadora. Nele, vendem-se roupas, sapatos, acessórios, brinquedos a preços que variam de 2 a 10 reais. O horário de funcionamento é toda quinta-feira das 9h às 14h.
A pandemia, claro, limitou, interrompeu ou fez com que fossem adequadas várias atividades do Lar de Fátima.

Instituto Lar de Fátima – Rua Fernão Dias Paes Leme, 360, Vila Maceno . Telefone 3224-6432.

Pastoral do Povo em Situação de Rua

Entidade ligada à Diocese de São José do Rio Preto, sua missão é alimentar e resgatar as pessoas em total vulnerabilidade social que vivem sob marquises, viadutos e em barracos. Além dos alimentos, distribui roupas, calçados e materiais de higiene pessoal.

Fundada há 20 anos, a Pastoral prepara e serve cerca de 300 refeições, aos sábados, domingos e feriados, atrás do Clube Palestra, na antiga pedra.

Seus colaboradores e voluntários também transmitem carinho, conforto e orientação espiritual a estas pessoas e encaminham os dependentes químicos e alcoólicos para o AME, onde os psicólogos avaliam se desejam sair da rua. Caso positivo, o dependente é internado em clínica de recuperação para recuperar a vida digna e retornar ao convívio da família.

Além de doações como as da campanha DOE APM, a Pastoral do Povo aceita contribuições em dinheiro para a manutenção da entidade e a instalação de uma câmara fria.

Pastoral do Povo em Situação de Rua – Rua Peru, 140, Jardim Bordon. Telefone (17) 99755-2250.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade