menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Divulgação: Governo de SP

Saúde

SP recebe lote de matéria-prima para produzir 20 milhões de vacinas do Butantan

Toda a população deverá ser protegida com ao menos uma dose

Band Paulista

10h00 - 13/07/2021

Atualizado há 19 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Na manhã desta terça-feira (13), o governador João Doria acompanhou a chegada de um lote de 12 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) para a produção de 20 milhões de vacinas do Instituto Butantan contra o coronavírus. Essa é considerada a maior remessa de insumos recebida pelo Butantan até o momento. O Secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, também acompanhou o desembarque.

A matéria-prima chegou ao Aeroporto Internacional de Guarulhos às 4h30, em um voo da companhia Swiss Air, que saiu de Pequim (China) no domingo (11) e fez escala em Zurique (Suíça). O insumo foi enviado pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional do Butantan no desenvolvimento e produção da vacina. Em São Paulo, os insumos passam por envase, rotulagem, embalagem e um rígido controle de qualidade para que as doses sejam oferecidas à população. Esse processo dura em torno de 15 a 20 dias.

O Instituto Butantan já disponibilizou ao Brasil 53,149 milhões de doses da vacina até o momento. O total corresponde a 43,4% de todas as doses aplicadas no Brasil, segundo informações do Programa Nacional de Imunizações. A última remessa de insumo foi recebida pelo Butantan em 26 de junho, com 6 mil litros de insumos para produção de 10 milhões de doses, que serão entregues ao Brasil nos próximos dias. Um lote de 1 milhão de doses prontas também chegou ao país em 29 de junho.

Em 12 de maio, o Butantan chegou à marca de 46 milhões de doses entregues ao PNI. Agora, o objetivo é concluir a oferta de outras 54 milhões de doses referentes ao segundo contrato em agosto, um mês antes do previsto, para acelerar a campanha de vacinação no Brasil. De acordo com o Estado, toda a população com mais de 18 anos deverá ser protegida com ao menos uma dose contra a covid-19 até o dia 20 de agosto.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade