menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Sem os R$ 300 milhões, prefeitura estuda o que fazer para levantar verba para obras

Parte do dinheiro seria utilizada nas obras do BRT

Blog da Rose

17h13 - 04/02/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Ao ter a sua tentativa frustrada de conseguir captar junto a bancos privados um empréstimo de R$ 300 milhões, a Prefeitura de Campinas avalia o que fazer para levantar verba para as obras de mobilidade urbana, projetos de infraestrutura urbana abrangendo galerias de águas pluviais, drenagem, saneamento básico e pavimentação. O governo pretendia usar parte dessa verba nas obras do BRT – sistema de corredores exclusivos de ônibus que vai ligar o Centro aos distritos do Campo Grande e Ouro Verde.

E ontem os vereadores da oposição usaram o fracasso no chamamento público – nenhum banco se interessou – para questionar como ficariam as obras. “O governo prometeu que levaria asfalto para vários bairros. Como fica agora”, perguntou o petista Pedro Tourinho.

Marcelo Silva (PSD) engrossou o coro e perguntou como ficaria essa promessa. “Eles chegaram a mobilizar a população. Fizeram os moradores acreditarem em algo que não estava concretizado”, acusou o parlamentar.

Questionada sobre o que fará, a prefeitura respondeu que “A Secretaria de Finanças está analisando quais serão os próximos passos desse processo.”

Por sua vez, vereadores da base governista foram à tribuna para defender o governo. Paulo Galtério (PSB), por exemplo, disse que a oposição torce contra. “Comemora porque o empréstimo não deu certo.”

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade