menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Sessões da Câmara online têm visitas inesperadas e vereadores de terno e gravata

Filhos invadem o espaço e presidente exige alinhamento dos parlamentares

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

12h36 - 09/07/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Que as reuniões online de vereadores em todo o Brasil têm causados cenas inusitadas ninguém duvida. Algumas são contrangedoras como a protagonizada pelo vereador de Bragança Paulista, Benetido Franco Bueno (PSC), o Ditinho, que foi flagrado cheirando uma calcinha. Outras são fofas como as interrupções dos filhos do vereador de Campinas, Pedro Tourinho (PT). De qualquer forma, a pandemia do coronavírus impôs uma nova dinâmica às sessões legislativas e os parlamentares tentam se adaptar a elas – mas algumas fogem do controle.

Na Câmara de Campinas, por exemplo, foram acrescentados “alguns” personagens nas sessões remotas. Nas presenciais, o plenário dos parlamenteres é terra “sagrada” e apenas eles e funcionários autorizados podem circular no espaço. Em suas casas, porém, não existem os “homems de preto” guardando as entradas para impedir o acesso no espaço “sagrado”.

Nas últimas sessões, as cenas mais bacanas foram protagonizadas pelos filhos do vereador Pedro Tourinho (PT). Numa delas, um dos filhos tenta chamar a ateção do pai, que responde “tô trabalhando”. Numa outra ocasição, o vereador ninava a filha enquanto participava de uma reunião da Câmara.

Filho do vereador Pedro Tourinho rouba a cena em sessão da Câmara

Na casa do vereador Campos Filho (Podemos), por exemplo, uma mulher chama a atenção ao passar no fundo para atender ao interfone. Já no vídeo do vereador Paulo Galtério (PSB), as árvores no entorno do parlamentar ganharam destaque. Ele fazia caminhada no sítio.

Mulher aparece no vídeo durante sessão

Outra cena que saltou aos olhos foi a de um funcionário do vereador Jorge da Farmácia (PSDB), que apareceu no fundo do vídeo, sem máscara. O parlamentar pediu desculpas.

Alinhados

Mesmo em casa, o presidente da Cãmara, Marcos Bernadelli (PSDB), exige dos vereadores que estejam alinhados – de terno e gravata, ou, no mínimo, uma camisa social. As exceções permitidas são, no caso, de vereadores que estejam em seus ambientes de trabalho. Na sessão desta quinta-feira (09/07), por exemplo, eles seguiam a ordem à risca.

Hoje o que chamou a atenção foi o vereador Aurélio Claudio que fica quase que escondido na sala virtual.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade