menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe

Prefeitura de Sorocaba

Notícias

Sorocaba é selecionada para testagem de medicamento no combate à Covid-19

Cerca de 15 pacientes da UPH Zona Leste com sintomas gripais, ou com confirmação da Covid-19, serão convidados a ser voluntários por dia

Band Mais

16h36 - 05/07/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Sorocaba recebeu a visita do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, o astronauta Marcos Pontes. Sua vinda teve como objetivo anunciar a ação #500VoluntáriosJÁ para a participação no estudo clínico com o medicamento nitazoxanida. Cerca de 15 pacientes da UPH Zona Leste com sintomas gripais, ou com confirmação da Covid-19, serão convidados a ser voluntários do experimento, por dia. A cerimônia do anúncio ocorreu no estacionamento do hospital Santa Casa.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Sorocaba, o paciente que aceitar ser voluntário fará o teste RT-PCR, que é quando as amostras são coletadas através de cotonetes, chamado de swab, das regiões do nariz e garganta (nasofaringe e orofaringe). Após o resultado do exame, uma equipe entrará em contato e o retorno do paciente será feito no consultório da carreta #500VoluntáriosJÁ, estacionada na área do hospital Santa Casa. Outras carretas foram instaladas em Guarulhos, Barueri e Bauru. A meta é conseguir 500 voluntários para o estudo.

Os voluntários receberão um kit de medicamentos por meio da metodologia “estudo duplo-cego”, que é um ensaio clínico realizado em seres humanos onde nem o examinado (objeto de estudo) nem o examinador sabem o que está sendo utilizado. Ou seja, alguns pacientes receberão a nitazoxanida e outros placebo. Essa prática é comum para estudos como esse.

Para o ministro Marcos Pontes, diante dos inúmeros vírus existentes no mundo, há a possibilidade de outras pandemias. “Por isso, devemos estar preparados e que a pandemia da Covid-19 nos sirva de lição para que possamos agir com mais rapidez e salvar vidas em outras ocasiões. Essa iniciativa vem da ciência e só ela poderá nos salvar dessa doença”, explicou o ministro.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias