menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

SP adia Carnaval e cancela parada LGBTQI+ devido ao coronavírus

Marcha para Jesus e Parada LGBTQI+ também foram canceladas

13h21 - 24/07/2020

Atualizado há 5 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O prefeito de São Paulo, Covas Neto (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (24/07) que vai adiar o Carnaval que seria celebrado em fevereiro do ano que vem para os meses de maio ou julho. O martelo sobre a nova data ainda vai ser fechado com as escolas de samba da cidade. Além disso, foram canceladas também a Marcha para Jesus e a Parada LGBTQI+.

Segundo o prefeito, os desfile de Carnaval reuniu neste ano cerca de 120 mil pessoas e trouxe R$ 227 mil de benefícios econômicos para a cidade. Já os blocos que tiveram eventos durante três semanas reuniram 15 milhões de pessoas e a prefeitura arrecadou R$ 2,7 bilhões. “Iremos fazer o Carnaval no fim de maio ou de julho”, disse Bruno Covas.

Já a Marcha para Jesus foi cancelada de forma presencial. O evento ocorreria em 13 de julho e foi transferido para 2 de novembro. Quando foi feito no ano passado, cerca de 3 milhões de pessoas participaram do ato religioso e trouxe R$ 217 milhões para os cofres públicos.

Já a Parada LGBTQI+, que iria ocorrer em junho e foi adiada para o dia 29 de junho, foi cancelada. Os organizadores reuniram 3 milhões e trouxeram R$ 404 milhões de benefícios econômicos.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias