menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Taxa de transmissibilidade do coronavírus tem tendência de alta em Campinas

Em agosto, índice ficou em 1%, o que representa uma preocupação

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

11h00 - 14/08/2020

Atualizado há 1 mês

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A taxa de transmissibilidade do coronavírus entre as pessoas está com uma tendência de alta. No dia 1º de agosto a taxa estava em torno de 1%, sendo que nas últimas três semanas de julho, o índice ficou abaixo de 1%. A taxa máxima foi registrada nos meses de abril e junho, quando atingiu 1,8%.

Segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, mais do que 2% de transmissibilidade é “muito ruim” e menos do que 1% é bom.

Essa taxa de 1% em agosto não é boa. É necessário que a população continue fazendo o distanciamento social porque o vírus está presente e pode aumentar o número de casos.

Carmino de Souza, secretário de Saúde de Campinas

Tanto para o prefeito Jonas Donizette (PSB) quanto para o secretário de Saúde a alta de transmissibilidade não está ligada à reabertura do comércio. Campinas voltou à fase laranja em julho e foi para a amarela desde o último sábado (08/08). “O crescimento ocorre depois do dia 1º de agosto. Mas de qualquer forma é importante que haja o distanciamento social e que as pessoas tomem cuidado”,disse o prefeito.

Dados apresentados nesta sexta-feira (14/08) mostram que Campinas está com 863 mortes e 23.658 casos confirmados da doença.

Leitos

Jonas disse ainda que é importante que a taxa de transmissão fique abaixo de 1% para que haja liberação dos leitos de UTI que estão reservados para pacientes covid-19. Hoje, Campinas tem cerca de 80 leitos livres do SUS que poderiam ser utilizados por outros pacientes. “Vou conversar com o Estado para que comecemos a direcionar esses leitos para outros pacientes que também precisam”, disse Jonas.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade