menu
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Esporte

Times da Liga Inglesa repudiam fundadores da Superliga Europeia

Proposta de 12 dos maiores times da Europa, incluindo seis ingleses, foi recebida com críticas generalizadas e considerada arrogância

Agência Brasil

18h52 - 20/04/2021

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Diversos clubes da liga inglesa repudiaram nesta terça-feira (20) os planos de uma competição dissidente depois que os “seis grandes” do país anunciaram ser membros fundadores da Superliga, e o Everton tomou a dianteira repreendendo o que chamou de “arrogância disparatada”.

A proposta de 12 dos maiores times da Europa, incluindo os ingleses Manchester City, Manchester United, Liverpool, Arsenal, Chelsea e Tottenham Hotspur, foi recebida com críticas generalizadas.

Os outros 14 times da liga inglesa se reuniram nesta terça (20) com a Associação Inglesa de Futebol e “rejeitaram unânime e vigorosamente” os planos, e estão cogitando uma ação para sujeitar os seis clubes às suas regras.

“O Everton está entristecido e decepcionado de ver propostas de uma liga dissidente sendo impulsionadas por seis clubes”, disse a equipe da cidade de Liverpool em um comunicado. “Seis clubes agindo inteiramente em interesse próprio. Seis clubes manchando a reputação de nossa liga e do esporte. Seis clubes escolhendo desrespeitar todos os outros clubes com os quais dividem a tabela da liga inglesa. Seis clubes desdenhando e até traindo a maioria dos torcedores de futebol em todo o nosso país e além”, afirmou.

A nova Superliga garantiria centenas de milhões de dólares por ano em renda extra aos times envolvidos, mas torcedores e outros times dizem que ela arruinaria o equilíbrio competitivo das ligas nacionais e prejudicaria o esporte como um todo.

À diferença da Liga dos Campeões, aberta a qualquer time que se destaque nos campeonatos nacionais, os 12 times originais da Superliga teriam vaga garantida todos os anos.

0 Comentário

publicidade
publicidade
publicidade