menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Entretenimento

Toquinho quebra jejum com primeiro disco de inéditas desde 2011

Aos 74, lançou “A Arte de Viver”, disponível nas plataformas de streaming e em CD

Educadora FM

20h48 - 11/11/2020

Atualizado há 22 dias

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Um dos primeiros artistas a subir no palco desde que os shows foram liberados, em São Paulo, Toquinho mostra que não quer parar. Aos 74, lançou “A Arte de Viver”, seu primeiro álbum inédito em nove anos, disponível nas plataformas de streaming e em CD.

Suas 11 faixas transitam  entre os ensinamentos da vida, amores feitos e desfeitos, críticas políticas e sociais. Foram criadas em pouco mais de um ano. As letras são do compositor e poeta carioca Paulo César Pinheiro, com quem já havia trabalhado em 2000.

“Fomos fazendo sem pretensão, música por música, até atingirmos um número de canções que julgamos estar linkadas no nosso DNA. A unidade veio com o meu violão, que foi a base de tudo”, disse Toquinho.

A modinha “Rainha e Rei” é uma das canções de amor na qual o cantor divide o vocal com Camilla Faustino. “Papo Final”, com Maria Rita, traz um homem arrependido reconhecendo seus erros. A turbulência de uma relação a dois também está em “Amor Pequeno”, que conta com o bandolim de Hamilton de Holanda.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade