menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Blog da Rose

Tourinho promete reduzir valores das tarifas de água e de ônibus em Campinas

Candidato a prefeito disse que Sanasa é uma "empresa tributadora"

Rose Guglielminetti, Blog da Rose

16h22 - 09/09/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O candidato a prefeito de Campinas, Pedro Tourinho (PT), disse nesta quarta-feira (09/09), que vai rever para baixo os valores das tarifas de água e de ônibus em Campinas. Ele chegou a classificar a Sanasa, empresa responsável pela gestão do saneamento da cidade como “tributadora da prefeitura”.

“O morador de Campinas paga imposto ao invés da tarifa de água. A empresa passa dividendos e lucros para a prefeitura. Isso vai mudar”, disse o petista, que afirmou ainda que não vai privatizar a empresa. O custo da tarifa de água depende do consumo. Na categoria residencial padrão, por exemplo, até 10 metros cúbicos, o valor é de R$ 36,34. Além disso, os valores são escalonados. De 11 a 15 metros cúbicos, o valor é de R$ 6,35 o metro cúbido. Já acima de 50 metros cúbicos, o valor vai para R$ 14,18.

Já em relação à tarifa, o candidato disse que vai estabelecer uma relação de transparência com o setor. “Vamos buscar uma tarifa mais baixa com qualidade nos serviços. Hoje temos um tripé insustentável: subsídio alto, tarifa alta e ônibus sucateados”, disse Tourinho. O valor da tarifa de ônibus em Campinas é de R$ 4,95.

O petista afirmou ainda que enfrentar a avaliação negativa quando do governo Izalene Tiene e o antipetismo que ficou evidenciado em Campinas nas eleições de 2018 mostrando o seu trabalho, que foi de denunciar os problemas na Administração Jonas Donizette.

Também disse que a parceria com o Psol reflete a maturidade dos partidos. “Temos afinidades e fizemos oposição ao goveno Jonas. Queremos enfrentar as desigualdades sociais e implementar políticas públicas que atendam a necessidade da população de Campinas”, disse ele.

Pedro Tourinho ainda negou que o PT seja um partido que tem avidez por cargos comissionados e disse que implementar uma gestão transparente e que cujas nomeações se pautem por critérios técnicos. “Eu passei oito anos denunciando o inchaço da máquina pública.”

Ele afirmou ainda que Campinas precisa estar preparada para o pós-covid para oferecer serviços na área de saúde e educação. “A educação vai sofrer uma pressão por pessoas procurando as escolas públicas devido à crise e prefeitura tem de estar preparada para trabalhar para promover essa reconstruçaõ econômica”, disse ele em entrevista a mim e a jornalista Zezé de Lima, no Programa Bastidores do Poder, na BandMais.



0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade