menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Transporte coletivo em Sorocaba passa a atender em horários reduzidos

22h43 - 19/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Diante da baixa no número de pessoas que utilizam os ônibus, a Urbes – Trânsito e Transportes, em consonância com o que está sendo apregoado pelas autoridades de Saúde, e conforme determinação da Prefeitura de Sorocaba, aplicará, neste sábado (21/03), operação reduzida do transporte coletivo, que passará a utilizar as tabelas com horários de domingo. Já a partir de segunda-feira (23/03), o transporte coletivo passa a utilizar a tabela horário de sábado, para atender os passageiros que ainda precisam se deslocar para o trabalho ou outras emergências.

De acordo com dados da Comunicação da Urbes, no período de 02 a 17 deste mês, houve uma queda de demanda de passageiros na ordem de aproximadamente 28%, se comparado a um dia útil normal, o que representa em números absolutos queda de aproximadamente 41 mil passageiros. Computando o resultado até o dia de hoje (19/03), a queda aumentou para 43%, aproximadamente 63 mil passageiros deixaram de utilizar o transporte coletivo urbano aos dias úteis.

De acordo com o setor de Operação de Transporte Urbano, com essa medida de contenção, haverá redução na oferta de horários para toda a cidade. Ao utilizar tabela de horários de sábado, a redução da oferta é de 35%, em relação aos dias normais. Já ao usar a tabela de horários de domingo, a redução é de 50%.

“Trata-se de uma medida extrema, que sabemos que irá desestimular as pessoas a saírem de casa, mas neste momento em que Sorocaba, o País e o mundo tentam conter a disseminação do coronavírus, que já fez milhares de vítimas fatais, todos nós precisamos ter consciência coletiva, de que a atitude mais responsável e respeitosa com o próximo é permanecer dentro de casa”, assevera Sergio Pires, diretor-presidente da Urbes.

Com a aplicação dos horários reduzidos de oferta do transporte coletivo, a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Urbes, atende também aos pedidos feitos pelas operadoras STU e Consor, que sentem a queda de demanda, à recomendação feita pelo sindicato que representa a categoria dos motoristas e outros profissionais do setor de transportes, para a redução mínima de 30% da frota de veículos em circulação, bem como a recomendação feita pelo Ministério Público (MP), para reduzir o número de usuários do transporte coletivo.

“Solicitamos a compreensão da população neste momento, já que reduzir um serviço essencial como esse impacta no cotidiano das pessoas, mas que também pode contribuir com a redução do número de infectados por essa doença e, principalmente, que deixemos de contaminar os mais frágeis”, reforça o presidente da Urbes, Sergio Pires

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade