menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Trump muda de ideia sobre fim de quarentena na Páscoa e pede isolamento até 30 de abril

Estados Unidos são o país com mais casos confirmados de coronavírus, 100 mil; mortes já passam de 2 mil

Band Mais

07h44 - 30/03/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Em coletiva neste domingo (29), o presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, depois de ter pedido na semana passada o encerramento do isolamento na Páscoa, dia 12 de abril, mudou de ideia e conclamou a população a ficar em casa até 30 de abril. No sábado (28), ele chegou a dizer que não seria necessária quarentena em Nova York, New Jersey e Connecticut. O presidente dos EUA disse também que o pico de mortes por covid-19 no país será daqui a duas semanas.

Os Estados Unidos são o país com mais casos confirmados de coronavírus. São mais de 2 mil mortes e mais 100 mil casos testados positivo, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

Mortes projetadas

As mortes por coronavírus nos Estados Unidos podem chegar a duzentas mil com milhões de casos, alertou o principal especialista em doenças infecciosas do governo neste domingo (29) , quando Nova York, Nova Orleans e outras grandes cidades pediram mais suprimentos médicos.

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, estimou que a pandemia poderia causar entre 100 mil e 200 mil mortes nos Estados Unidos.

Desde 2010, a gripe mata entre 12 mil e 61 mil norte-americanos por ano, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

A epidemia de gripe de 1918/19 matou 675 mil nos Estados Unidos, segundo o CDC.

Agora, o número de mortes por coronavírus nos EUA chegou a 2.300 neste domingo, depois que as mortes no sábado mais que dobraram em relação ao nível de dois dias antes. 

Os Estados Unidos já registraram mais de 130 mil casos de covid-19, tornando-se o país com mais casos da doença no mundo.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade