menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

Unicamp não vai usar nota do ENEM para ingresso na universidade

As 639 vagas previstas pelo edital serão transferidas para o Vestibular Unicamp 2021

Rose Guglielminetti, Band Mais

12h12 - 22/07/2020

Atualizado há 6 meses

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Comvest (Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp) cancelou nesta quarta-feira (22/07) o uso da nota do Enem para ingresso na Unicamp. A medida foi tomada porque as datas do exame pelo INEP (Instituto Nacional de Educação e Pesquisa) impossibilitam que a comissão receba os resultados a tempo das matrículas na Unicamp em 2021.

De acordo com a Comvest, as 639 vagas previstas pelo edital serão transferidas para o Vestibular Unicamp 2021, que passará a oferecer 2.324 vagas.

O ingresso pela reserva de vagas para candidatos de escola pública (10%) e candidatos autodeclarados pretos e pardos (10%) está garantido.

Isenção

Outra decisão anunciada hoje foi a reabertura do período para solicitação de isenção do pagamento da taxa de inscrição do Vestibular Unicamp 2021. O objetivo é permitir que candidatos que pretendiam se inscrever no edital Enem-Unicamp tenham oportunidade de obter o benefício para esse processo seletivo. As solicitações para isenção poderão ser feitas a partir desta quarta-feira (22/07) até o dia 31 de julho na página da Comvest na internet: www.comvest.unicamp.br.

Podem se candidatar à isenção candidatos que sejam de famílias de baixa renda (até um salário mínimo e meio bruto mensal por morador do domicílio); funcionários da Unicamp e candidatos que vão tentar ingressar nos cursos noturnos de Licenciatura (Ciências Biológicas, Física, Letras, Licenciatura Integrada Química/Física, Matemática e Pedagogia) ou Tecnologia (Desenvolvimento de Sistemas e em Saneamento Ambiental).

Além disso, os candidatos devem ter ter cursado o ensino médio integralmente em instituições da rede pública de educação (não se aplica à modalidade 3) e já ter concluído ou concluir em 2020 o ensino médio.

A lista dos contemplados pela isenção será divulgada no dia 14 de agosto na página da Comvest. Os beneficados são obrigados a fazerem inscrição para o vestibular.

Datas do Vestibular

A primeira fase será aplicada nos dias 6 e 7 de janeiro de 2021. O dia de realização da primeira fase, para cada candidato, depende do curso escolhido: candidatos aos cursos do segmento de Ciências Humanas/Artes e de Exatas/Tecnológicas farão a prova no dia 6 de janeiro, uma quarta-feira.

Já os candidatos da área de Ciências Biológicas/Saúde farão a prova no dia seguinte, dia 7 de janeiro, uma quinta-feira. A aplicação em dois dias tem o objetivo de reduzir o número de estudantes circulando e evitar aglomeração nas escolas. 

A segunda fase do Vestibular não sofrerá alteração do formato e continuará sendo aplicada em dois dias: 7 e 8 de fevereiro de 2021. A primeira chamada do Vestibular 2021 deve ser divulgada no dia 10 de março.

Para cada dia de aplicação haverá uma prova única para todos os candidatos das áreas daquela data (Ciências Exatas/Tecnológicas e  Ciências Humanas/Artes, na quarta-feira e Ciências Biológicas/Saúde, na quinta-feira).

A primeira fase será constituída de uma única prova de Conhecimentos Gerais composta por 72 questões objetivas sobre as áreas do conhecimento desenvolvidas no ensino médio.

As questões serão as seguintes: 12 questões de Língua Portuguesa e Literatura; 12 questões de Matemática; e oito questões de cada disciplina: Biologia, Física, Geografia/Sociologia, História/Filosofia, Inglês e Química.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

 
publicidade
publicidade
publicidade
Mais notícias