menu 25-anos
facebook instagram
publicidade
noticias

Itapetininga: família morta em acidente estava sem cinto

Band Mais

15h26 - 31/07/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

Vídeos

Compartilhe

Charles Platiau/Reuters

Notícias

Comércio eletrônico deve vender R$ 104 milhões no Dia dos Pais

Vendas devem crescer 72,73%

Vendas devem crescer 72,73%

, Band Mais

10h34 - 05/08/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O e-commerce deve ser a salvação para os comerciantes no Dia dos Pais, celebrado no próximo domingo (09/08). As vendas digitais devem crescer 72,73% na RMC (Região Metropolitana de Campinas), em relação ao mesmo período do ano passado. A expectativa é ter um faturamento de R$ 104,5 milhões, contra R$ 60,5 milhões registrados em 2019.

De acordo com o economista da ACIC (Associação Comercial de Industrial de Campinas), Laerte Martins, o “efeito pandemia” dinamizou as vendas pelo comércio eletrônico, tendo em vista o impacto provocado pela quarentena que reduziu a circulação de pessoas e fechou o comércio durante várias semanas. As lojas de rua e shopping voltaram a funcionar na semana passada.

“O isolamento social está levando o consumidor a se utilizar das compras por e-commerce, indicando uma mudança de hábito que veio para ficar e crescer no comércio varejista”, diz Martins.

Otimismo

Para a presidente da ACIC, Adriana Flosi, o momento é de otimismo. As estimativas apontam que as vendas referentes ao Dia dos Pais, na RMC, devem crescer entre 12 e 15% em relação aos primeiros dez dias de julho.

“Acreditamos que, aos poucos, até o final do ano, o varejo possa voltar a um patamar próximo ao que apresentava antes da pandemia. A reabertura das lojas, a retomada de algumas outras atividades na cidade no último dia 27, ainda que com restrições, e a melhora nos indicadores da pandemia, como a redução das taxas de ocupação de UTIs e de novas internações na região, geram certa positividade, o que acaba por impactar positivamente no comportamento do consumidor e, consequentemente, nas vendas do comércio”, afirma a presidente da ACIC.