menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe
Notícias

“Vocês estão preparados para carregar os caixões das vítimas?”, pergunta Doria

Críticas são dirigidas ao presidente Jair Bolsonaro que tem defendido o fim do isolamento social

Rose Guglielminetti, Band FM

12h56 - 06/04/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), abriu a coletiva desta segunda-feira (06/04), criticando duramente o presidente Jair Bolsonaro e os defensores do fim do isolamento social. “Vocês estão preparados para assinarem os atestados de óbitos dos brasileiros. Estão preparados para carregar os caixões?”, questionou o tucano.

Pediu o afastamento do populismo e visão ideológica “torpe”, segundo ele. Ele pediu para que os gestores tenham respeito pela ciência.

Será que os ministros de saúde de 56 países do mundo recomendando o isolamento social estão todos errados? Será que um único presidente da República no mundo está certo? É quem detém o poder, a capacidade, a ciência e o conhecimento para discordar do mundo que quer salvar vidas?

João Doria, governador de São Paulo

Para sustentar a sua visão, o governador levou médicos que compõem o grupo de médicos que está dando as diretrizes no combate ao coronavírus. “O distanciamento social, uma medida dura, já surtiu efeitos observados nas nossas redes de saúde”, disse o médico infectologista Luiz Fernando Aranha, do Hospital Albert Einstein. 

Já o infectologista Carlos Fortaleza deu um alerta a todos. “Observamos que há uma progressão da epidemia nas cidades do interior. A falsa sensação de segurança reduz a eficácia da mensagem de isolamento de 60% da população para conter a doença”, disse ele. 

Casos 

São Paulo registrou neste domingo (5/04) um total de 275 óbitos pelo novo coronavírus. Os números significam um aumento de 180% em comparação ao balanço do domingo passado (29), quando eram 98 vítimas fatais por COVID-19. Já o número de casos confirmados pela doença chegou a 4.620

 

 



0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

publicidade
publicidade
publicidade