menu 25-anos
facebook
publicidade
publicidade
Compartilhe

Prefeitura de Sorocaba

Notícias

Zoonoses já removeu mais 220 toneladas de criadouros do Aedes aegypti em Sorocaba

Cidade tem 1.527 casos confirmados de dengue

Band Mais

08h37 - 08/05/2020

Compartilhe whatsapp facebook linkedin

A Secretaria da Saúde de Sorocaba, por meio da Divisão de Zoonoses, removeu 220.730 kg de criadouros do Aedes aegypti até esta quinta-feira (07/05). No mesmo período, 156.128 imóveis foram visitados ao redor de casos positivos de dengue.

De acordo com a Zoonoses, a quantidade da remoção de criadouros foi possível através do trabalho de “arrastão” com três caminhões na retirada de recipientes que acumulavam água. “Essa atividade tem boa aceitação pela população, porém ainda é necessário mais colaboração e sensibilidade da sociedade em relação ao tema”, explica a coordenadora da Zoonoses, Thais Buti.

Dos mais de 150 mil imóveis visitados, 23.880 receberam nebulização. As demais residências precisaram da aplicação de larvicida, um produto que mata a larva do mosquito. Outros locais tiveram os criadouros tratados, no momento da visita, com sabão em pó ou detergente, que são produtos alternativos para matar as larvas do mosquito.

Casos de dengue

Fi divulgado nesta quinta-feira (07/05) um novo Boletim Epidemiológico com os dados atualizados sobre a dengue. A cidade passou de 1.338 para 1.527 casos confirmados.

Segundo a Secretaria da Saúde, Sorocaba registrou 1.527 casos confirmados de dengue (1.410 autóctones, 96 importados e 21 indeterminados), nove de chikungunya (sete autóctones e dois importados). Nenhum caso de zika e febre amarela foi registrado. Houve apenas uma morte registrada por conta da dengue neste ano.

As regiões com maior número de casos ficam na área de abrangência das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) dos bairros Jardim Rodrigo, Parque São Bento, Wanel Ville e Nova Esperança.

0 Comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios.

relacionadas

publicidade
publicidade
publicidade